Você está aqui: Página Inicial > A RRC > Estrutura de Gestão

Estrutura de Gestão

Compõem a estrutura da RRC:

 

1- Conselho Diretor:

I - um representante da Coordenação Geral de Biotecnologia e Saúde da Secretaria de Políticas e Programas de Pesquisa e Desenvolvimento - CGBS/SEPED/MCTI, que o coordenará;

II - um representante da Coordenação Geral de Apoio Laboratorial da Secretaria de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - CGAL/SDA/MAPA;

III - um representante da Coordenação de Agroecologia daSecretaria de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo - COAGRE/ SDC/ MAPA;

IV - um representante da Agência Nacional de Vigilância Sanitária - Anvisa;

V - um representante do Instituto Nacional de Metrologia Qualidade e Tecnologia- Inmetro;

VI - um representante do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis - Ibama;

VII - um representante do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq;

VIII - um representante indicado pela Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial - ABDI;

IX - um representante dos Laboratórios Centrais da RRC; e

X - um representante dos Laboratórios Associados da RRC.

 

2- Coordenação Executiva:

A Coordenação Executiva da RRC é desempenhada conjuntamente por representantes do MCTI, do MAPA, e dos Laboratórios Centrais da RRC. Dentre as atribuições da Coordenação Executiva estão: cumprir as determinações do Conselho Diretor; mediar as relações entre os laboratórios e o Conselho Diretor, na execução dos programas e ações da RRC; aprovar ações e propostas de atuação integrada dos laboratórios centrais e associados, para execução no âmbito da RRC; articular a integração entre as instituições e pesquisadores participantes; e avaliar propostas de adesão ou exclusão de Laboratórios Associados da RRC.

 

3 - Laboratórios Centrais:

  • Centro de Tecnologias Estratégicas do Nordeste (Cetene/MCTI);
  • Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS/Fiocruz);
  • Laboratório de Análise de Resíduos de Agrotóxicos e de Bebidas Alcoólicas do Instituto de Tecnologia de Pernambuco - Lab-Tox /ITEP;
  • Laboratório de Toxicologia da Universidade de Brasília - LabTox/UnB; e
  • Laboratório de Análise de Resíduos do Laboratório de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico do Instituto de Química da Universidade Federal do Rio de Janeiro – LAB RES – LADETEC / IQ – UFRJ

 

4 - Laboratórios Associados:

A estrutura de Laboratórios Associados da RRC será formada por instituições públicas ou privadas, com ou sem fins lucrativos, constituídas de acordo com a legislação brasileira e com reconhecida competência nas áreas de atuação de RRC. Para participar da estrutura de LaboratóriosAssociados da RRC, as instituições devem ter sua adesão aprovada pela Coordenação Executiva da Rede.